Pastorais

“Então, apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos perante o nosso Deus, para lhe pedirmos
jornada feliz para nós, para nossos filhos e para tudo o que era nosso” (Esdras 8.21).

A nossa igreja está completando 113 anos de organização eclesiástica (08 de Julho de 1906).

Trata-se de uma jornada vitoriosa e muito abençoada. Olhando para o passado, devemos dizer “Ebenezer: até aqui nos ajudou o
Senhor”. Olhando para o futuro, digamos todos: “O SENHOR proverá”. Gratidão para o que Deus fez e esperança
que Ele fará infinitamente mais do que pedimos ou pensamos. Hoje, porém, devemos nos humilhar diante do nosso
Deus, suplicando-lhe a continuação de uma “jornada feliz”.

Primeiro, a jornada feliz inicia-se com um propósito: realizar a missão que Deus nos deu.

Somos uma igreja missionária e devemos levar o evangelho à todas as nações da terra. Assim como Deus enviou a Jesus, Ele também
nos enviou. Estamos juntos na missão de levar as boas novas de grande alegria para toda criatura. O Evangelho de
Deus deve ser ensinado e proclamado incessantemente. A nossa prioridade é conhecer, praticar e proclamar a
Palavra de Deus, cônscios das nossas fraquezas. João Calvino diz: “Onde quer que vejamos a Palavra de Deus
pregada e ouvida com pureza, ali existe uma igreja de Deus, mesmo que ela esteja repleta de falhas”. A igreja tem
muitos críticos, mas nenhum rival.

Segundo, a jornada feliz requer companhia poderosa: “a boa mão do nosso Deus é sobre nós”.

Deus está conosco. Isso significa provisão abundante, segurança infalível, proteção sobrenatural, direção correta, capacitação
para realizar e coragem indestrutível. A presença de Deus na igreja é certa, constante e poderosa. Jesus disse: “Eis
que estou convosco todos os dias até à consumação dos séculos”.

Terceiro, a jornada feliz tem chegada garantida: a igreja caminha vitoriosamente para um fim triunfal.

Todos os seus membros são salvos. Todos os seus planos serão concretizados. Ela é imbatível, indestrutível e invencível.
J. Blanchard diz: “A igreja é a única sociedade no mundo que nunca perde nenhum de seus membros, nem mesmo
pela morte”. Ela está viva e pujante na terra e no céu. Matthew Henry diz: “A igreja sobreviverá ao mundo e estará
em bem-aventurança quando ele estiver em ruínas”.

Esdras depois de orar e jejuar com todo povo de Deus, concluiu: “Nós, pois, jejuamos e pedimos isto ao nosso Deus,
e ele nos atendeu”. Deus atende a todas as necessidades do seu povo. Ele peregrina nesta terra, mas chegará ao
seu destino final. William S. Plumer declara: “Desde que Deus tem uma igreja de pecadores remidos na terra, o
futuro desta tem sido mais brilhante do que sua história passada”. Sigamos adiante meus irmãos, com muita fé e
dependência de Deus. Parabéns a todos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário