Servir a Deus, na sua Igreja, é o maior privilégio que uma pessoa pode receber. Principalmente, aquelas pessoas que são chamadas para a liderança espiritual: presbíteros e diáconos. Essa honra é também a responsabilidade mais pesada que alguém pode assumir. Trata-se de uma tarefa árdua e sacrificial. Um líder espiritual vai pastorear as ovelhas de Jesus Cristo, cuidar da Noiva do Cordeiro. Ele pagará um grande preço. Ele sofrerá um duro julgamento.

Há muita literatura sobre liderança no mercado. Cursos e congressos sobre liderança são promovidos em grande quantidade. Nunca houve na história do Cristianismo tantas faculdades e seminários de teologia ministrando instrução formal de teologia. Continuamos, entretanto, carentes de homens de Deus.

Nada contra o treinamento de liderança empresarial, mas, na Igreja, precisamos assumir uma concepção bíblica de ministério. A intenção deste curso é orientar aqueles que aspiram ao oficialato bem como aqueles que já estão no trabalho.