Rev. Valcimei de Oliveira Ferreira.

No primeiro capítulo de Salmos, em seu terceiro versículo, a Bíblia apresenta o “justo” como uma árvore plantada junto à corrente de águas – há vida no Espírito Santo; que no devido tempo dá o seu fruto – há um processo; cuja folhagem não murcha – há estabilidade; e tudo quanto ele faz será bem sucedido – há produção e sucesso.

Este é o tipo de “árvore” com a qual o Senhor nos compara: cheia de vida, crescendo progressivamente, estável, produtiva e bem sucedida. A vida cristã não deve ser vivida sem verdadeira espiritualidade, sem um processo que nos conduza ao alvo para o qual o Senhor nos chamou. A vida cristã tem um propósito, e isto nos traz sentido de realidade, contrapondo à religiosidade. O Senhor deseja nos guiar por meio de um processo de crescimento espiritual para que sejamos capazes de cumprir seu desígnio eterno. Deus quer que tenhamos vidas estáveis, que não nos abalemos com as adversidades e que não percamos o frescor da vida cristã. Quando vivemos este tipo de vida, naturalmente, há reprodução sadia e sucesso espiritual. O sucesso cristão é medido pela nossa obediência e fidelidade a Deus e é precisamente isto que resulta em expansão e crescimento.

Quando Deus usa a simbologia da árvore para ilustrar a vida cristã, Ele quer nos ensinar preciosas verdades sobre seu plano para nós. Quando lemos: “… no devido tempo dá o seu fruto”, o Senhor quer nos ensinar que devemos ser produtivos e viver com saúde espiritual, cumprindo o propósito para o qual fomos chamados: expressar e representar a Cristo neste mundo de forma a honrá-lo. E ainda: “… e tudo quanto ele faz será bem sucedido”, notamos aqui que o Senhor nos fala sobre potencial. Nós temos dentro de nós, implantado pelo próprio Deus, todo o potencial necessário para que frutifiquemos. O Espírito de Deus habita em nós para que sejamos reprodutores de sua vontade. Assim como o fruto já traz em si mesmo sua própria capacidade de reproduzir-se, assim também nossos “frutos” trarão em si mesmos esta capacidade.

Deus estabeleceu esta lei para o mundo natural, mas o mesmo acontece no mundo espiritual. Uma árvore não pode reproduzir frutos diferentes de sua espécie. Espiritualmente falando, os frutos produzidos a partir da fé em Jesus trarão traços do caráter de Cristo. Essa frutificação e o caráter de Cristo podem ser mais profundamente experimentados quando consideramos uma igreja que desenvolve pequenos grupos e discipulado. Existe um caminho para isso e se queremos desenvolver essa característica em nossa igreja, precisamos ter comprometimento, responsabilidade, engajamento, paciência e muita perseverança. A realidade de uma grande igreja que cuida de vidas através do envolvimento de todos os seus membros com Grupos de pastoreio exige compromisso com sua identidade.

Apaixonar-se pela visão e missão, e ter a convicção de que a igreja que trabalha em Pequenos Grupos é um modelo Bíblico, é imprescindível. Tudo começa pela visão do pastor titular e oficiais da igreja, que precisam estar indubitavelmente certos de que isto faz parte da direção de Deus para a vida da igreja, deixando-se envolver por esta direção, alcançando muitas vidas para Jesus, amando-as incondicionalmente e cuidando bem de cada uma. As pessoas nos Grupos de Pastoreio serão cuidadas, ou seja, pastoreadas e ensinadas, irão frutificar e reproduzir na sua caminhada cristã esse mesmo modelo (João 15: 5-8). Por isso é preciso que sejam pessoas que queiram crescer, que sonham com a expansão da igreja e que se disponham a ser treinadas para liderar novos pequenos grupos.

Esse é o nosso desafio permanente. Cremos que, com a direção de Deus e o engajamento de todos, veremos os frutos do nosso trabalho, o nome do Senhor sendo glorificado através de nossas vidas, nossas casas, famílias e de nossa Igreja. Que Deus nos abençoe, abençoe nossos líderes e Grupos de Pastoreio.

Igreja presbiterianaPowered by Rock Convert

2 Comentários

  1. Oque me chama a atenção e igreja atuante é isso é muito bom, moro em Volta Redonda RJ, sempre vejo os cultos, e ensinamentos, pastor Hernandes e Augusto Nicodemos, e por isso busquei conhecer a presbiteriana aqui na minha cidade, tenho frequentado mas atualmente estou ausente, e queria agradecer a vcs pelo seu canal e por mostrar o Deus verdadeiro, e que precisamos entender as escrituras, um abraço a todos e fique com o bom Deus e tenho certeza que Deus vai ajudar vcs conseguirem o galpão estou orando por isso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário