Rev. Arival Dias Casimiro

 

Eu, o SENHOR, a vigio e a cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia eu cuidarei dela (Is 27.3). Há momentos que a igreja parece desolada. A impressão é que ela está sem dono, sem cuidado e sem futuro. Desamparada, ela se torna vítima de pessoas que a pisam como um jardim abandonado. Talvez você está olhando para a igreja hoje, dessa maneira pessimista e fracassada. A promessa que encontramos no versículo acima, porém, nos ajuda a mudar a visão. Olhemos para a igreja como a Vinha do Senhor. Olhemos para o Senhor e observemos o seu cuidado.

 

Primeiro, quem cuida?

O Senhor. Ele vigia e rega a sua igreja. Ele, pessoalmente, olha e vivifica o seu povo escolhido. Deus tem um povo. O “povo de Deus” é propriedade exclusiva dele. A bíblia usa vários adjetivos para descrever este povo: amado, escolhido, chamado, protegido e enviado. Ele anda no meio da sua igreja e a cada momento dispensa o seu cuidado. A igreja tem dono e tem destino.

 

Segundo, por que ele cuida?

Para que ninguém a danifique. O diabo, o mundo, os falsos pastores e os falsos crentes investem contra o povo de Deus com o intuito de destruí-la. Há uma animosidade eterna entre a mulher e a serpente, entre a Igreja e Satanás. Os ímpios sempre perseguirão os justos, o joio sempre tentará prejudicar o trigo, e os filhos das trevas tentarão exterminar os filhos da luz. Os inimigos de Deus são os inimigos do seu povo. E as vitórias de Deus são para o seu povo. Mas, o Senhor a protege de todos os ataques. Nenhum inimigo obterá êxito ao guerrear contra os eleitos de Deus. O Senhor trabalha, batalha e conquista para a sua igreja.

 

Terceiro, quando ele cuida?

De noite e de dia. Trata-se de um cuidado constante, ininterrupto, infalível, completo e perfeito. Sob a proteção eterna, a igreja marcha vitoriosamente. Não se deixe abater e não esmoreça olhando para os defeitos daqueles que integram a igreja. Rick Warren diz: “Nada na terra é mais valioso para Deus que sua igreja”. Aos olhos do mundo a Igreja é desprezível; aos olhos dos demônios a igreja é uma ameaça; aos olhos do Senhor, a igreja é um tesouro precioso. Charles R. Swindoll disse: “Nós, a igreja, quase esquecemos o que somos – a Noiva de Cristo. Isso significa que quase nos esquecemos das coisas poderosas que podemos fazer enquanto estamos ao lado do nosso Noivo onipotente”.

2 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário