Rev. Arival Dias Casimiro

Por amor da Casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem (Sl 122.9)

Não há nada mais precioso nesta vida do que a igreja de Deus. Ela foi adquirida e comprada pelo precioso sangue do Cordeiro de Deus. Ela é edificada, protegida, santificada e abençoada por Jesus. Ela é a sede exclusiva da verdadeira adoração a Deus, por meio do Espírito Santo. Ela é a única agência credenciada por Deus para proclamar o evangelho a todos os povos e em todos os tempos. Ela é a única comunidade humana que continuará existindo na eternidade.

Uma pequena parcela dessa igreja reúne-se aqui na Igreja Presbiteriana de Pinheiros desde o ano de 1902. Hoje completamos 112 anos de organização eclesiástica. Milhares de pessoas e centenas de famílias que por aqui passaram já estão desfrutando das delicias na Casa do Pai. E nós que aqui militamos devemos dizer como o salmista: “Por amor da Casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem” (Sl 122.9. Ele nos ensina três lições:

Primeira, um objeto: a Casa do Senhor.

A ênfase de uma casa não é o local, mas os relacionamentos. A Casa do nosso Deus, é o lar onde temos Pai e irmãos. A Igreja é o Aprisco de Cristo, Assembleia dos santos, Rebanho de Deus, Coluna e Baluarte da Verdade, Edifício de Deus, Esposa de Cristo, Filha do Rei, Herança de Deus, Família de Deus, Corpo de Cristo, Templo do Deus Vivo, Habitação de Deus e Lavoura de Deus. A Igreja é o povo eleito, chamado, redimido, santificado e habitado por Deus.

Segunda, um sentimento: amor.

O salmista diz: “por amor”. O amor é a base de todo o nosso relacionamento com Deus e com tudo que esteja ligado a Ele. A única criatura que pode se relacionar com Deus, por amor, é o homem. Devemos amá-lo acima de tudo e de todas as coisas. Temos que amar aquilo que Ele ama. Deus ama a sua igreja e por isso devemos amá-la também. Só seremos identificados como discípulo de Jesus se amarmos uns aos outros. Agostinho diz: “Um coração que ama incendeia outro”. Vamos incendiar a nossa igreja com o amor fraternal. C.T. Stud diz: “A suspeita subtrai, a fé adiciona, mas o amor multiplica. Ele abençoa duplamente: aquele que o dá e aquele que o recebe”.

Terceira, uma decisão: buscar o bem.

O salmista decide: “buscarei o teu bem”. O verbo “buscar” indica uma ação intencional que exige esforço, dedicação, recursos e tenacidade. O bem significa aquilo que é belo e desejável, útil e proveitoso, apropriado e conveniente, abundante e farto, bem-estar e felicidade. Tome a decisão de buscar o melhor para a igreja. Eu quero o melhor para os meus irmãos. Eu farei o melhor que posso para abençoar aqueles que integram a nossa igreja.

Agradecemos a Deus pela nossa querida Igreja Presbiteriana de Pinheiros. Louvado seja o Senhor por cada integrante da nossa família da fé.

 

Igreja presbiterianaPowered by Rock Convert

2 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário