Pastorais

DESERTO: A ESCOLA SUPERIOR DO ESPÍRITO SANTO

 

O deserto não é um acidente de percurso na jornada da vida. O deserto é um campo de treinamento de Deus. O deserto é a escola superior do Espírito Santo, onde Deus treina e equipa os seus líderes mais importantes. O deserto não nos promove, mas nos humilha. Não acende sobre nós as luzes da ribalta, mas apaga as luzes. É Deus quem nos matricula na escola do deserto. Nessa escola Deus nos prova para nos aprovar. O projeto de Deus em nos matricular nessa escola não é nos enfraquecer, mas tonificar as musculaturas da nossa alma. Homens como Moisés, Davi e Elias foram treinados no deserto. O próprio Filho de Deus foi levado ao deserto para triunfar sobre o diabo e dar início ao seu ministério.

 

Na escola do deserto aprendemos algumas lições importantes:

Em primeiro lugar, na escola do deserto Deus nos prova para nos aprovar. Deus nos prova como o ourives prova o ouro. O fogo do cadinho só derrete as escórias, mas o metal nobre fica mais limpo, mais belo e mais precioso. No deserto Deus nos acrisola, nos depura e nos torna mais úteis em suas mãos para fazermos a sua obra. Saímos dessa escola mais fortes, mais maduros e mais preparados para a jornada da vida. Quanto mais intenso o treinamento, mais qualificados ficamos para os grandes desafios da vida.

 

Em segundo lugar, na escola do deserto Deus nos humilha para nos levar a um nível mais elevado. Antes de sermos usados por Deus precisamos compreender que nada somos. Moisés aprendeu a ser alguém no Egito, mas aprendeu a ser ninguém no deserto e então, foi levantado por Deus para mostrar que Deus é tudo em todos. O treinamento vem antes do desempenho. Primeiro Deus trabalha em nós para depois trabalhar através de nós. Ele está mais interessado em quem nós somos do que naquilo que nós fazemos. Vida com Deus precede trabalho para Deus. A maior prioridade de nossa vida não é fazer a obra de Deus, mas conhecer e andar com o Deus da obra. O Deus da obra é mais importante do que a obra de Deus.

 

Em terceiro lugar, na escola do deserto Deus nos ensina a depender mais do provedor do que da provisão. Quando Moisés guiou o povo pelo deserto, Deus deu ao povo maná do céu e saciou o povo com a água que brotava da rocha. Quando Elias estava no deserto, Deus lhe enviou garçons voadores para lhe levar pão e carne. Quando Jesus estava no deserto jejuando, depois de vencer as investidas do diabo, os anjos vieram preparar-lhe uma mesa. Quando Deus nos leva para o deserto e a escassez nos mostra sua carranca, precisamos saber que Deus não fica em apuros nem é pego de surpresa. Deus sabe onde estamos, para onde devemos ir e o que devemos fazer. Nossa fonte pode secar, mas os mananciais de Deus continuam jorrando. Nossa despensa pode ficar vazia, mas os celeiros de Deus continuam cheios. Precisamos aprender a depender do provedor mais do que da provisão. É ele quem nos dá a vida, a respiração e tudo o mais. É ele quem nos dá o pão de cada dia. Dele vem o nosso sustento.

 

Em quarto lugar, na escola do deserto Deus nos equipa e nos prepara para os grandes desafios na vida. Deus preparou Moisés para ser o libertador do seu povo. Deus preparou Davi para enfrentar o gigante Golias. Deus preparou Elias para desbancar a crendice em Baal em Israel. Deus preparou seu Filho para dar início ao seu ministério e conquistar para nós eterna redenção. Deus prepara a você e a mim para sermos instrumentos em suas mãos para levar o evangelho até aos confins da terra. Há uma grande obra a ser feita e precisamos de homens e mulheres preparados. Você está pronto a ser matriculado na escola do deserto, a escola superior do Espírito Santo?

 

Rev. Hernandes Dias Lopes