avivamentoPowered by Rock Convert

Neste artigo, procuro apresentar uma visão sintetizada de cada autor a respeito de discipulado destacando suas principais idéias e seus respectivos livros. Que Deus o(a) abençoe nessas leituras e que você abrace o Discipulado como uma realidade na sua vida.

BONHOEFFER, Dietrich. Discipulado

Do livro O Discipulado, do qual foram extraídos os principais pontos teológicos abordados por Bonhoeffer com relação às suas experiências vividas em época de docência no seminário clandestino de Finkenwalde com seus alunos, juntamente com os quais leva uma verdadeira vida conventual, com oração comum, correção fraterna, pobreza frequentemente experimentada e estudo intenso. Nesta realidade, distingui-se a importância do legado de Bonhoeffer que sempre equilibra a teologia reformada com a teologia bíblica. Para ele a identidade da Igreja é Jesus Cristo, e isto não no sentido do programatismo, mas no sentido da Igreja ser a forma de Cristo no mundo.

ORTIZ, Juan Carlos e Buckinghan, Jaime. Ser e Fazer Discípulos

No contexto da América Latina, através das reflexões da teologia prática e de autores como Juan Carlos Ortiz, a ênfase no entendimento do discipulado como uma prática transformadora, ressalta o discipulado como uma forma de educação por modelos e não por simples troca de informação. O discipulado inevitavelmente inclui a troca de informações, mas o que está sendo valorizado, é a qualidade de vida vivida, ou a maneira de ser. Ortiz sintetizou estes conceitos de maneira clara como segue:

“ Discipulado não é comunicação de conhecimento, mas comunicação de vida. Jesus disse: ‘As palavras que vos tenho dito, a linguagem que falo, não são meros sons ou idéias: são espírito e vida (cf. Jo 6:63). Numa relação de discipulado não ensino ao outro a conhecer o que eu conheço, mas o ensino a se tornar como eu sou. Discipulado, portanto, não é comunicação de conhecimento, mas comunicação de vida e espírito. Fazer discípulos é diferente de conquistar uma alma. Paulo fez discipulos, vivendo uma vida que ele ensinou outros a viver.”

COLLINS, Garry R. Ajudando uns aos outros

A Prática do discipulado parece demonstrar a ação contínua de trabalhar os valores vividos em determinada comunidade. Este desafio se dá a partir de uma fonte de autoridade confiável no âmbito da .

Segundo Gary Collins, o texto bíblico descrito no evangelho de Mateus, capítulo 28, dos versículos 18 a 20, descreve o que é conhecido como a “grande comissão”. Este trecho bíblico é um discurso de Cristo a um “grupo pequeno” de discípulos. Collins considera que Cristo havia praticamente iniciado seu ministério ao chamar homens para serem seus discípulos e no final de seu breve ministério delegou a importante tarefa de discipular. Sobre o discipulado cristão Collins define:

Powered by Rock Convert

“O discipular consistiria em testemunhar tendo como alvo a conquista das pessoas para Cristo, e ensinar aos outros aquilo que Jesus mesmo ensinara durante seu breve período na terra.”

PADILLA, C. René. Discipulado Y Misión: Compromisso com el Reino de Dios

A centralidade na tarefa de discipular também é destacada por René Padilla, quando analisa o mesmo trecho bíblico de Mateus 28. Padilla alerta para o fato de que o texto bíblico citado não deva ser reduzido à interpretação para um mandado específico apenas para o evangelismo e missões cristãs. O destaque que o autor faz é para o fato de que o texto bíblico diz explicitamente que o mandamento é para fazer discípulos.

O motivo de incluir esta breve reflexão de René Padilha não é por seu teor exegético, mas por contribuir de forma introdutória para o entendimento do que seja discipulado cristão. Na visão de Padilla, o “fazer discípulos”, é inseparável de uma formação integral orientada pela obediência da fé.

RICHARDS, Lawrence. Teologia do Ministério Pessoal

Discipulado tem a ver com o próprio fato de ser da igreja de Nosso Senhor. Se forem analisadas estas palavras, definir-se-á tal ação como a que o Mestre se propôs em seu ministério: Discipular homens, para que os mesmos pudessem, ao final de Sua jornada aqui, fazer com que Seus ensinos e mandamentos fossem sabiamente repassados na perspectiva da obediência, tornando os discípulos seus “seguidores”. Larry Richards, em seu livro Teologia do ministério pessoal comenta:

“O Discipulado envolve a reformulação da vida do cristão em direção à obediência, a fim de que possa tornar-se como Jesus” e continua: “A missão da igreja não é simplesmente conseguir conversões, mas completar o processo da vida cristã fazendo discípulos”.

CHAN, Francis com Mark Beuving. Multiplique

Em Multiplique, Francis Chan partilha o desejo de Jesus em que todo o seu povo conheça a Sua alegria e partilhe o Seu amor, espalhando sua Palavra e multiplicando Sua vida entre todos os povos da Terra através do discipulado. Para Ele, discipulado então é o grande propósito para o qual fomos criados: desfrutar da graça de Cristo enquanto propagamos seu evangelho, desde onde moramos até os confins da terra. Ele aborda uma “auto-doação” irrestrita nesse mister. É um livro prático, moderno numa linguagem acessível com exercícios para fixação do conhecimento. O objetivo do livro é ajudar a conhecer e entender as Escrituras e oferecer ferramentas para discipular pessoas à medida que adquire esse conhecimento.


Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.