Palavra Pastoral

VENCENDO A IMATURIDADE ESPIRITUAL

VENCENDO A IMATURIDADE ESPIRITUAL

Rev. Arival Dias Casimiro

Estamos no início do ano letivo da nossa Escola Dominical. O nosso propósito é ministrar ensino bíblico com qualidade para promover o crescimento espiritual dos alunos. Cremos que todo cristão nasce com o DNA espiritual para o crescimento. Deus já nos disponibilizou todos os recursos espirituais que precisamos para crescer até que nos tornemos participantes da natureza divina. Crescer e progredir faz parte da vida espiritual. Nascemos de novo para crescermos até que cheguemos à maturidade, atingindo a plenitude de Cristo.
O autor da carta aos Hebreus exorta os seus leitores ao progresso espiritual. Ele deseja o crescimento espiritual dos crentes, mas esbarra diante de crentes imaturos, apesar de muito tempo de conversão. Ele, então, faz um diagnóstico dessa imaturidade (Hb 5.11-14), apresentando-nos três sintomas:

O primeiro sintoma da imaturidade é a apatia com a Palavra de Deus.
“A esse respeito temos muitas coisas que dizer e difíceis de explicar, porquanto vos tendes tornado tardios em ouvir” (v.11). O autor tinha muito para ensinar, mas os seus ouvintes tornaram-se “tardios em ouvir”. A palavra “tardio” significa “tolo”, “devagar”, tal como uma doença que causa indolência e entorpecimento. Há muita gente na igreja hoje que não quer ouvir e nem aprender. A Escola Dominical tem sido desprezada não por causa dos professores e nem por causa do programa de ensino, mas por causa do cristão que é apático em aprender. Quando a Palavra de Deus é acolhida corretamente, ela opera eficazmente na vida de quem a recebeu.

O segundo sintoma da imaturidade é a incapacidade de aprender para ensinar.
“Pois, com efeito, quando devíeis ser mestres, atendendo ao tempo decorrido, tendes, novamente, necessidade de alguém que vos ensine, de novo, quais são os princípios elementares dos oráculos de Deus; assim, vos tornastes como necessitados de leite e não de alimento sólido” (v.12). Todo cristão é um aluno e professor da Palavra de Deus. Se os leitores da carta tivessem acolhido e obedecido o que aprenderam da Palavra, eles estariam capacitados para compartilhar o evangelho com outras pessoas. Só ensina quem aprende. Mas ao invés de ajudar outros a crescerem, eles precisavam aprender novamente os princípios elementares dos oráculos de Deus. A expressão “oráculos de Deus” aponta para o ensino do Antigo Testamento que conduziam a Cristo. A expressão “princípios elementares” indica que aqueles crentes precisavam ser alfabetizados na Bíblia.

O terceiro sintoma da imaturidade é o alimento que se recebe.
“Ora, todo aquele que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, porque é criança. Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal”(vv.13-14). Há o contraste entre dois tipos de crentes: (1) Crentes crianças que se alimentam de leite espiritual e são desprovidos de discernimento bíblico e teológico. Eles precisam ser ensinados diária e intencionalmente. (2) Crentes adultos que comem alimento sólido e possuem discernimento espiritual. A capacidade de discernir entre o mal e o bem é fruto da obediência e prática diária da Palavra de Deus.

Seja bem-vindo a nossa Escola Dominical. Seja um aluno interessado, assíduo e comprometido em aprender a Palavra de Deus. Somente o conhecimento e a prática da Bíblia produzirão o seu progresso espiritual.

Comentários no Facebook ( )