Notícias

NOSSA MISSÃO EM SÃO PAULO

NOSSA MISSÃO EM SÃO PAULO

Rev. Arival Dias Casimiro

Deus tem uma missão para seu povo que mora nas grandes cidades. Deus tem missão urbana para a Igreja Presbiteriana de Pinheiros, na cidade de São Paulo. Deus enviou você para evangelizar os perdidos. Por isso, reflita comigo sobre a experiência missionária de Jonas.

Primeiro, missão urbana é um projeto de Deus para pessoas específicas.
O texto bíblico revela: Veio a palavra do Senhor, segunda vez, a Jonas, dizendo (Jn 3.1).
Observe que a palavra de Deus veio a Jonas. Ele envia a sua palavra especificamente a Jonas. Sabemos que o profeta odiava os ninivitas e não queria a salvação dos mesmos. Por isso ele fugiu a primeira vez para Társis. Deus foi atrás dele e o trouxe de volta à missão na barriga de um grande peixe. A expressão “segunda vez” indica que Deus não desistiu de usar especificamente o profeta Jonas. Pense um pouco: Deus trouxe você para São Paulo e o colocou numa igreja que tem a visão de ser uma grande igreja missionária. Acaso ou um plano de Deus?

Segundo, missão urbana deve ser realizada de acordo com o projeto divino.
O texto registra: Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e proclama contra ela a mensagem que eu te digo (v.2). O projeto de Deus define duas coisas: Em primeiro lugar, o campo missionário – Nínive. Deus diz qual é o campo: vai à grande cidade de Nínive. Os mais de 120 mil moradores de Nínive, capital da Assíria, eram o alvo. Era uma cidade importante diante de Deus, por seu tamanho e por sua influência econômica, política e cultural. Pare um pouco e pense na importância de São Paulo. Em segundo lugar, a estratégia missionária: a proclamação da mensagem revelada pelo Senhor. Deus diz: proclama contra ela a mensagem que eu te digo. O profeta não tinha autonomia para escolher o que pregar; ele simplesmente tinha que proclamar aquilo que o Senhor lhe havia revelado. A mensagem do evangelho é sempre “contra” aquilo que o homem quer ouvir em seu estado pecaminoso.

Terceiro, missão urbana é obediência.
Deus disse: dispõe-te, vai e proclama. O cumprimento da ação exige que você saia de seu estado de inércia. Jonas obedece: Levantou-se, pois, Jonas e foi a Nínive, segundo a palavra do Senhor. Ele se levantou e foi a Nínive. A palavra do Senhor não é para ser discutida ou questionada, mas obedecida. Há um ditado jurídico que diz: “Sentença judicial não é para ser discutida, mas cumprida”. Deus é Senhor e Juiz. Os seus decretos devem ser aceitos e obedecidos.

Em síntese, toda a cidade de Nínive se arrependeu e se converteu ao Senhor, por meio da pregação de Jonas. Ele foi o único profeta enviado por Deus a pregar o arrependimento numa terra estrangeira.

Comentários no Facebook ( )