Notícias

ESTAMOS FAZENDO UMA GRANDE OBRA

ESTAMOS FAZENDO UMA GRANDE OBRA

Rev. Arival Dias Casimiro

“Enviei-lhes mensageiros a dizer: Estou fazendo grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria a obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?” (Neemias 6.3)
Jim Elliot afirmou: “Não é nenhum tolo aquele que dá o que não pode guardar, a fim de ganhar o que não pode perder”. Certamente trabalhar na igreja com o objetivo de edificar uma igreja missionária é um privilégio ímpar. É a oportunidade de darmos ao Senhor aquilo que não podemos guardar, a nossa vida – tudo que somos e temos – para não perdemos o privilégio dos galardões eternos. O Senhor Jesus promete que não se esquecerá sequer de um copo de água fria dado em seu nome (Mt 10.42).
Creio que podemos afirmar como Neemias: “Estou fazendo uma grande obra”. A obra de Deus não se limita a empreendimentos materiais, mas na salvação de vidas. A grandeza da obra está nos seu aspecto eterno. O nosso grande alvo deve ser “obter para o Cordeiro que foi morto a recompensa do seu sofrimento”. (cf Is 53.11 e Ap 5.9). Para realizarmos esta grande obra precisamos de compromisso.

Primeiro, compromisso de santificação.
Sem santificação, jamais poderemos servir ao Senhor de modo agradável. Ele jamais usará um vaso sujo na Sua obra. “Assim pois, se alguém a si mesmo se purificar destes erros, será utensílio para honra, santificação e útil ao seu possuidor, estando preparado para toda boa obra” (2Tm 2.21). A limpeza interior se processa por uma vida diária de comunhão, leitura bíblica e oração, acompanhada de um testemunho influente.

Segundo, compromisso de contribuição.
A contribuição cristã deve refletir o nosso amor pelo Senhor. A gratidão é a mais saudável de todas as emoções, por isso o apóstolo Paulo recomenda: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (Ts 5.18). Ofertar para a realização de uma grande obra é utilizar os valores desta vida para promover riquezas celestiais. Não importa o valor, pois Deus ama a quem dá, não aquilo que é dado. Assuma um compromisso mensal de contribuição.

Terceiro, compromisso de testemunho.
O compromisso de testemunho implica no envolvimento, preocupação com a obra, interesse na divulgação do projeto, o interesse de engajar outros e principalmente, a tarefa de ganhar outros para Jesus. O verdadeiro testemunho se reflete na produtividade espiritual.

Que Deus coloque no seu coração o desejo de compromisso de participar desta grande obra. Nada é impossível ao cristão sincero que, com fervor, procura servir a Deus. Grandes vitórias espirituais ocorrerão pelo poder do Espirito Santo. Todos os que desejam servir bem a Deus precisam acreditar nisto.