Palavra Pastoral

A VIDA DEVOCIONAL DO DISCÍPULO

A VIDA DEVOCIONAL DO DISCÍPULO

Rev. Arival Dias Casimiro

“Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava” (Marcos 1.35). Vida devocional significa um tempo diário que todo crente deve ter sozinho com Deus. Noal Webster define “devoção” como “uma atenção solene ao Ser Supremo na adoração; uma rendição do coração e das afeições a Deus, com reverência, fé e piedade, nos deveres religiosos, particularmente na oração e na meditação”. É essencial que todo discípulo de Jesus separe um tempo diário para cultivar a sua comunhão com Deus, através da leitura e meditação bíblica, oração e adoração a Deus. A bíblia sugere em várias passagens a necessidade de termos um tempo diário, a sós com Deus (Sl 5.3; 55.17; 88.13; 119.147-148; Dn 6.10). Jesus praticou e ensinou a vida devocional (Mc 1.35; Mt 6.6; 26.41; Lc 6.12). E.M. Bounds disse que devemos iniciar o nosso dia orando a sós com Deus: “Aquele que mais tem feito para Deus neste mundo tem estado de manhã cedo de joelhos. Aquele que desperdiça as primeiras horas do dia, sua oportunidade e frescor em outros assuntos que não seja buscar a Deus, poucos avanços fará em buscá-lo no restante do dia”.

1. OS ELEMENTOS DA VIDA DEVOCIONAL. Ter um tempo diário com Deus requer disciplina e perseverança. Seremos constantemente tentados a desistir. Os dois principais elementos da prática devocional são a oração e a leitura bíblica.
•ORAÇÃO: VOCÊ CONVERSA COM DEUS. Orar é falar com Deus. É expor para Ele o que você sente e aquilo que você precisa. Orar também é uma forma de expressar a sua admiração pela pessoa de Deus é e agradecê-lo por aquilo que Ele tem feito por você. A oração é um meio de adoração e gratidão.
•LEITURA BÍBLICA: DEUS FALA COM VOCÊ. A Bíblia é a revelação escrita de Deus. Ela é o Livro do Senhor, a Palavra de Cristo e a Espada do Espírito. O seu texto foi inspirado por Deus, por meio da ação do Espírito Santo (2 Tm 3.16; 2Pe 1.21). O seu conteúdo é puro, verdadeiro, perfeito, precioso, vivo e poderoso (Sl 19.1-7; Hb 4.12). Ela foi designada por Deus para regenerar, reavivar, iluminar, converter, santificar, ensinar, consolar corrigir e julgar os homens. Ela deve ser lida, recebida, crida, conhecida, estudada, obedecida e ensinada.
Três pontos importantes: (1) O que é a Escritura? Ela é inspirada por Deus, isto é, a sua origem é divina, o seu conteúdo é inerrante e a sua autoridade é suprema. (2) Qual a sua utilidade? Ela é útil ou proveitosa para ensinar, repreender, corrigir e educar aqueles que a estudam. (3) Qual a sua finalidade? Aperfeiçoar o caráter do seu leitor capacitando-o para toda boa obra (2Tm 2.15).
O crente precisa ler estudar e meditar na Palavra de Deus, dia e noite (Js 1.8; Sl 1.2). A expressão indica que a meditação bíblica deve ser incessante e ininterrupta tal como a presença e a direção de Deus, na vida do seu povo (Ex 13.21-22).

2. A PRÁTICA DEVOCIONAL. A prática devocional consiste em você orar e meditar na bíblia, todos os dias, de forma intencional e objetiva. O que Deus uniu não separe o homem. A oração e o estudo da bíblia jamais devem ser separados.

Concluo chamando a sua atenção para o fato de que, na vida cristã, nada substitui a vida devocional. Ela é indispensável ao seu progresso espiritual.