Palavra Pastoral

O IMPACTO DE UMA MÃE CRENTE SOBRE OS SEUS FILHOS

O IMPACTO DE UMA MÃE CRENTE SOBRE OS SEUS FILHOS

Rev. Arival Dias Casimiro

O papel que Deus designou para as mulheres é o mais glorioso da espécie humana. Deus dá às mulheres uma posição exaltada, coroada de dignidade e honra. O papel de mãe na família é indispensável e insubstituível. Sem a presença dela, a família se deteriora e a sociedade se destrói. Ela é o coração da casa e a fonte de todas as boas influências do lar. Na sua missão de mãe, ela é uma escultora de vidas. Quando Deus lhe dá um filho, ela tem o tempo e a eternidade em suas mãos. Ralph Waldo Emerson diz: “Os homens são o que suas mães fazem deles”.
A bíblia registra vários exemplos de mães que influenciaram espiritualmente a vida dos seus filhos. O exemplo de Eunice sobre Timóteo é gratificante. Sem a ajuda do pai e com o apoio da avó, Eunice preparou Timóteo para ser um consagrado servo de Deus. Ela usou três estratégias.

Primeiro, ela incutiu em seu filho a Palavra de Deus. Na lei judaica, os pais eram obrigados a ensinar a bíblia para os seus filhos em casa (Dt 6.4-7). A mãe ensinava os filhos nos sete primeiros anos de suas vidas e depois eles iam aprender nas sinagogas. Timóteo aprendeu a bíblia pelos lábios de sua mãe, conforme testemunho de Paulo: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus” (2Tm 3.14-15). Foi em casa, sob o ensino de sua mãe, que Timóteo, desde a sua tenra infância, aprendeu as sagradas letras. A lição é válida para hoje: a fé se aprende em casa.

Segundo, ela incutiu em seu filho a fé autêntica. A mãe deve ensinar seus filhos pelo exemplo. Paulo testemunha: “Pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti” (2Tm 1.5). A expressão “fé sem fingimento” significa “fé sem hipocrisia”. A fé não é hereditária, mas precisa ser ensinada. E aprende-se a fé imitando o exemplo. Ninguém sabe melhor do que uma criança se a fé dos seus pais é genuína. Se você, mãe, quer que seu filho tenha uma fé autêntica, leve a sério a sua fé.

Terceiro, ela incutiu no seu filho o desejo de servir ao Senhor. A mãe deve preparar os seus filhos para servir ao Senhor. No início da sua segunda viagem missionária, Paulo passou em Derbe e Listra e ali ele conheceu a Timóteo: “Havia ali um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego; dele davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio” (At 16.1-2). Timóteo era um crente exemplar e disponível para servir ao Senhor. Por isso, Paulo o recrutou para o ministério pastoral e o transforma num dos mais consagrados missionários da igreja primitiva. Certamente, foi em casa que Timóteo foi incentivado a servir ao Senhor na igreja.
Concluindo, parabenizo todas as mães crentes que têm impactado espiritualmente a vida dos seus filhos. Que neste “dia das mães” os seus filhos possam chamar-lhe de bem-aventurada.

Comentários no Facebook ( )